21/10/2020 16:16:00

Série de relógios para pilotos TOPGUN ganha novo modelo resistente a voos de caças





https://www.aeroin.net/

MURILO BASSETO

Jim Di Matteo, aposentado capitão da Marinha dos EUA – Imagem: IWC Schaffhausen

A IWC Schaffhausen anuncia que sua coleção de relógios PILOT TOP GUN foi complementada com um novo modelo à altura destes pilotos e de seus aviões de caça pilotados.

O cronógrafo TOP GUN “SFTI” foi inspirado no modelo “Strike Fighter Tactics Instrutor” criado em 2018 em homenagem à comunidade de Aviação Naval dos Estados Unidos, que até então era apenas disponível para graduados TOPGUN.

Em uma combinação de caixa de cerâmica preta com caixa traseira e botões em Ceratanium®, o cronógrafo esportivo apresenta um código de design tático em preto fosco.

O Pilot’s Watch Chronograph Edição TOP GUN “SFTI” é limitado a 1500 peças e segue a tradição dos relógios TOP GUN da IWC, feitos com materiais muito robustos para resistir à extrema tensão que os pilotos experimentam no cockpit dos jatos supersônicos, como o F/A-18 Super Hornet.


Imagem: IWC Schaffhausen

A grande caixa de 44 milímetros é feita de cerâmica de óxido de zircônio preta, que está entre as substâncias mais duras do planeta. É extremamente resistente a arranhões e sua cor preta é totalmente antirreflexiva.

São quase 80 anos que a fabricante em Schaffhausen, na Suíça, desenvolve modelos da linha “Pilot”, uma das mais cobiçadas internacionalmente. O preço sugerido do novo relógio gira em torno dos 9 a 10 mil euros.

Escola de Elite

O programa da Navy Fighter Weapons School, também conhecido como TOPGUN, no qual a Marinha dos EUA treina seus melhores pilotos, é uma clássica história de sucesso
americana.

Desde a sua formação, em 1969, ensinou os melhores aviadores navais dos Estados Unidos a se tornarem ainda melhores pilotos e, acima de tudo, excelentes instrutores.

Em resposta ao desempenho na Guerra do Vietnã, a liderança da Marinha dos EUA decidiu desenvolver uma nova doutrina tática para o combate aéreo. O programa foi estabelecido em 3 de março de 1969 na antiga Estação Aérea Naval de Miramar, em San Diego, na Califórnia.

A cada dois meses, quatro tripulações de F-4 Phantom eram treinadas e, após a conclusão do curso, retornavam às suas unidades para transmitir o que aprenderam. Este conceito provou ser tão útil que continua a existir até hoje.

Em 1996, o programa TOPGUN foi integrado ao Naval Strike and Air Warfare Center (NSAWC) na Estação Aérea Naval de Fallon, em Nevada, mais tarde sendo renomeado como Naval Aviation Warfighting Development Center (NAWDC).

Atualmente, o programa TOPGUN realiza todo ano cerca de três a quatro aulas com duração de doze semanas. O curso é projetado para treinar pilotos e tripulações aéreas experientes. Ele abrange todos os aspectos do combate aéreo, incluindo táticas e técnicas fundamentais.

O treinamento em combate air-to-air, que coloca os novos alunos em voo contra os já qualificados instrutores TOPGUN, é um elemento chave.

Informações da IWC Schaffhausen



Comentários

Não Existem Comentarios

Setor aéreo deve recuperar 80% da atividade em dezembro
https://www.moneytimes.com.br/Por Agência BrasilDurante o período…
Proibição de voos do 737 MAX é suspensa nos Estados Unidos
https://aeromagazine.uol.com.br/Presente de NatalAgência norte-americana…
Azul diz que caixa garante operações dos próximos quatro anos
https://www.panrotas.com.br/16/11/2020  13:42 | Beatrice…